Barracas para Alta-montanha - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
sua casa!

Barracas para Alta-montanha


Categoria: Equipamentos

Existem centenas de tipos, formas e tamanhos de barracas. Neste artigo, aqui no AltaMontanha, vamos somente tratar das barracas projetadas para os terrenos mais exigentes de todos: as Montanhas!

Barracas tubulares, auto-estáveis, com varanda, sem varanda, 3 ou 4 estações... Cada uma delas cumpre uma função específica e sendo realista, você jamais encontrará uma que se encaixe perfeitamente às suas necessidades em todas as montanhas que for.
 

Escolhendo a que se adapta melhor

Há 3 requisitos principais na escolha da sua barraca para montanha: Impermeabilidade, resitência ao vento e peso da neve (qualidade da armação) e peso total da barraca. A respeito do preço, suponho que você não vai cometer o erro de economizar dinheiro numa barraca para montanha, já que se a escolhida falhar, você vai ter que comprar outra, além de passar maus momentos na montanha.

Antes de tomar qualquer decisão, pense qual o tipo de montanha que você irá escalar. Se você geralmente escala montanhas com um grupo grande, pode dividir o peso e não precisa economizar tanto em peso. Assim sendo, você pode escolher uma barraca mais confortável e/ou mais resistente. Já se você for um daqueles que escalam estilo alpino, vai priorizar barracas mais leves.

Você realmente precisa de uma barraca para montanha que resista a ventos de 80 km/h? Você precisa acampar em neve e gelo nas montanhas que você geralmente escala? Pergunte-se esse tipo de questões, isso vai lhe ajudar a avaliar as prioridades de sua escolha e talvez economizar peso e dinheiro.

Jamais compre a sua barraca se baseando na marca. Marcas como The North Face, Mountain Hardwear ou Marmot, sempre aparecem como sinônimo de qualidade. Porém na prática não é bem assim. Alguns modelos fabricados por estas marcas são verdadeiros fiascos e muitas vezes há dezenas de outras marcas que se adaptam às suas necessidades! Aproveitando a oportunidade que tenho para criticar, só quem já esteve numa "barraca roubada" sabe como é valorizada uma barraca The North Face amarela durante semanas...
 

3 ou 4 estações?

As chamadas barracas de 3 estações são feitas para suportar condições meteorológicas moderadas, ou seja, verão, primavera e outono. Este tipo de barraca não vai suportar condições extremas muito bem (chuvas torrenciais, tempestade de neve, ventos fortes, etc). Em outras palavras, barracas de 3 estações não serão a sua melhor escolha se você decidiu passar as suas férias de verão no Aconcágua... Ainda assim, recomendo estas barracas para pelo menos chegar a um acampamento-base de 4000 metros de altitude.

Já as barracas de 4 estações são boas para praticamente qualquer condição meteorológica EM MONTANHA. Eu chamaria as barracas de 4 estações de barracas de 1 estação já que elas não são confortáveis em condições não-extremas. Em ambientes quentes, elas acabam super-isolando os habitantes do clima externo e acabam se tornando uma sauna. Possuem uma estrutura de pelo menos 4 varetas para maior resistência a peso da neve e ventos fortes. As costuras são melhor reforçadas e quase todas são termo-seladas. O design é mais aerodinâmico e o peso total da barraca geralmente é reduzido. Muitas barracas de 4 estações não precisam estar presas ao chão para ficar de pé, isto graças à armação de 4 varetas ou mais. Em quase todas, o chão aparece em forma de "banheira", com 20 ou 30 cm de material impermeável cobrindo a base das laterais, frente e traseira (além do próprio chão).
 

Alguns probleminhas que notei ao acampar em montanhas de altitude

A condensação

Ao expirar, liberamos grandes quantidades de vapor. Numa barraca, à temperaturas negativas, esse vapor condensa nas partes mais frias da barraca e congela. Numa noite extremamente fria, o vapor acaba congelando ao primeiro contato com o ar do interior da barraca e cai em forma de minúsculos cristais (neve-areia) em cima de nós mesmos.

Em noites não tão frias (até -20ºC), o vapor demora alguns segundos a mais em congelar, e acaba condensando nas paredes internas da barraca por estas serem mais frias que o ar presente na barraca. Estas amanhecem congeladas, com alguns milímetros de neve aderida, só esperando os pobres infelizes habitantes da barraca se moverem para lançar grandes quantidades de neve em suas cabeças. Pois é, até com isso temos que lidar!

Após alguns anos em busca da barraca perfeita, concluí que ela não existe. Qualquer barraca condensa vapor da respiração. Algumas mais, outras menos (e outras muito mais!). O melhor remédio contra a condensação, é permitir que o vento circule dentro da barraca e deposite um pouco do vapor do lado de fora e você não amanheça todo branco.

As barracas com 2 entradas parecem ser as que menos acumulam gelo de vapor condensado. Ao haver 2 entradas, o vento funciona melhor e resolve grande parte dos problemas. Apenas 1 palmo de zíper aberto de cada lado da barraca, já é suficiente. Por isso, resista à tentação de fechar todos os zípers ante o frio negativo. Além do vapor, o vento leva consigo o cheiro desagradável do seu companheiro...



Malditas expedições longas demais!

Expedições longas acabam com a sua barraca. A longa permanência da barraca exposta a raios UV, acaba com o tecido externo. A extrema variação térmica que existe em montanhas danifica as costuras. Além disso, é quase inevitável que acidentes aconteçam com a barraca em altitudes extremas: cansados, sempre acabamos dando uma escorregadinha e abrindo rasgos na barraca com crampons. Avalanches e longas tempestades que depositam quilos e quilos de neve, também não são as melhores amigas das varetas. Em outra palavras, não leve a sua barraca preferida à uma expedição à 8000 metros.
 

Varetas

Armações para barracas de alta montanha são quase todas produzidos em alumínio de alta resistência que agüenta torção e peso de neve. 90% das armações são das marcas Easton e DAC.

As armações de encaixe interno são um bom acessório que vêm com praticamente todas as barracas para montanha. A não existência de segmentos nas junções das varetas torna a montagem muito mais rápida. Em barracas para montanha, prefira as varetas feitas de ligas de alumínio que parecem se comportar bem e duram mais do que as de fibra de vidro. Após muito uso em lugares frios, as varetas de fibra de vidro geralmente começam a rachar longitudinalmente e tem que ser trocadas.

Particularmente, prefiro as barracas que tem aqueles ganchinhos para prender o corpo da barraca na armação. Não gosto daquelas com canais de tecido por onde são passadas as varetas. Nas montanhas geralmente não estamos no estágio mais paciente de nossas vidas e estes conduítes sempre acabam prendendo as próprias varetas quando não rasgando.
 

Montando a sua barraca em neve

A neve é um tanto traiçoeira quando temos que acampar nela. Se um acampamento em neve for mal montado, pode acabar se tornando um pesadelo! O primeiro que aconselho na hora de escolher o local, é procurar uma área plana, protegida de avalanches de gelo ou neve. Em neve fofa, não há saída, você vai ter que cavar ou pisotear a neve para ganhar certa estabilidade.

O problema é que em montanhas o chão quase nunca é plano e é necessária uma terraplanagem. Às vezes, estamos muito cansados ou mal nutridos e não pensamos muito bem no que estamos fazendo, por isso, vale lembrar de algo realmente óbvio, que é usar a neve retirada das partes mais altas para cobrir as partes mais baixas.

Se a sua idéia é ficar ali mais que uma noite e fizer calor durante o dia, aconselho terraplanar o chão de uma forma desigual, sempre deixando uma área um pouco mais alta no meio do chão da barraca. Isso vai fazer com que a água de neve derretida escoe para os lados e não acumule debaixo da sua barraca.

Ao terraplanar sempre deixe uma área de passagem na lateral de sua barraca. Seja por ação do vento, tempestades ou avalanches, neve vai se acumular na lateral, traseira, ou frente da sua barraca e você vai ter que sair para cavar. Há alguns anos, uso meu capacete e minha panela para cavar e sempre tive sucesso. Obviamente, o ideal é usar uma pá para neve, mas esta só cumpre uma função e o capacete ou a panela, cumprem duas.

Montado o seu acampamento, você vai ter que ancorar a sua barraca. As estacas que vêm com a barraca são geralmente curtas demais para a tarefa. O que eu faço geralmente é enterrar coisas. O procedimento é simples:

- Estique os cordeletes de sua barraca até o chão
- No ponto alcançado, cave uma vala perpendicular aos cordeletes
- Amarre o cordelete em qualquer objeto comprido
- Enterre o objeto comprido, cubra com neve e pisoteie

Pronto! Se o local em questão for frio, a sua ancoragem agüentará terremotos. Qualquer coisa pode ser usada como ancoragem. Eu geralmente separo os meus bastões de trekking em 3 pedaços cada um, o que dá 6 ancoragens firmes ao meu acampamento.

Obviamente, você não vai ser estúpido o suficiente em enterrar as suas piquetas e crampons, pois vai precisar desenterrá-las de manhã (eu já fiz isso várias vezes!)
 

Barracas quase impermeáveis

Muitas vezes acordamos com os sacos de dormir molhados ou congelados e manhã e culpamos a barraca, por esta não ser impermeável. Em boa parte dos casos a umidade vem da nossa própria respiração (como já foi mencionado), e outras vezes a umidade vem do lado de fora. O que nós chamamos de impermeabilidade vai então depender da respiração da barraca.

Já a impermeabilidade propriamente dita depende de muitas variáveis. Primeiramente, há que lembrar que barracas para montanha têm uma vida útil limitada. Após alguns anos, não adianta mais remendar ou reselar mais a sua barraca. A vida continua, comece a procurar uma nova...

Geralmente, barracas mais novas tendem a repelir mais água do que barracas mais velhas, isso acontece devido á perca do tratamento químico que a superfície do tecido recebe na fábrica. O tratamento é geralmente feito com produtos siliconados e outros à base de poliuretano como os da Nikwax.

Dentre muitas variáveis que podem aumentar a permeabilidade de sua barraca, a principal delas, certamente depende se a barraca foi mal montada ou não. Cordeletes soltos, tecido não esticado, regulagens soltas, etc, são a principal causa de escaladores molhados, reclamando pela manhã.
 

Impermeabilizando a sua barraca

Quanto mais nova a sua barraca for, mais impermeável ela será. Barracas precisam de condições muito específicas para serem totalmente impermeáveis. Esqueça desse mito de barracas impermeáveis. Talvez no futuro alguém virá logo para inventar uma barraca totalmente impermeável ante qualquer condição... Essa pessoa ainda não nasceu. Às vezes, é possível tratar o tecido da barraca com produtos específicos que aumentam a impermeabilidade. Costuras termo-seladas desmancham após alguns anos e é possível extender a vida útil destas mediante colas e tratamentos com silicone fornecidos pelos próprios fabricantes de barracas.
 

O conforto

A barraca é um grande peso no seu conforto durante as longas estadias em montanha. Como montanhista gasto boa parte do meu tento tentando me sentir nestes ambientes extremos. Veja alguns exemplos:
 


Texto: Maximo Kausch




Publicidade