A conquista do Cerro Aconcágua - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
História

A conquista do Cerro Aconcágua


Categoria: História

Em 14 de janeiro de 1897 se chegou ao cume do Aconcágua pela primeira vez, o pico mais alto do continente americano.

A façanha foi realizada pelo guia suiço Mathias Zurbriggen, que fazia parte da expedição liderada pelo montanhista inglês Edward Fitzgerald.

Quase 14 anos antes haviam realizado a primeira exploração científica e a primeira tentativa de atigir o cume da montanha, quando o geólogo alemão Paul Güssfeldt e o arriero chileno Gilberto Salazar subiram até perto dos 6962 m, medida que alguns indicam entre três e seis centímetros para mais ou para menos.

Não é a única polêmica. A outra se refere a origem do nome. Aconcágua derivaria de araucano Aconca-Hue, vem do outro lado, na referência ao rio chileno de mesmo nome que se acredita tenha suas origens nas encostas do cerro. Existem também os que sustentam que procede do quechua Ackon Cahuak, Sentinela de pedra.

A questão é que, nesse dia de 1897, Zurbriggen, com 40 anos e muita experiência em escalar montanhas dos Alpes, Nova Zelândia e até no Himalaya, conseguiu chegar ao topo depois de duas tentativas. Dos integrantes de sua expedição, nove homens no total, só dois, Nicolás Lanti e Stuart Vines, conseguiram igualá-lo dois dias depois.

Uma curiosidade: quando o grupo que liderava Fitzgerald chegou aos pés do Aconcágua para encarar a subida, soube de que uma expedição alemã se encontrava na região com o mesmo objetivo.

Três meses depois, o grupo faria também ascensão no terraço do vulcão Tupungato (6650 m), a uns 80 km ao sul do Aconcágua, outra vez com Zurbriggen como guia, figura lendária e torturada que terminaria seus dias esquecido e na miséria.

Desde então, o Aconcágua se tornou em uma das metas de montanhistas de todo o mundo. Mais de 6000 pessoas tentam a cada ano vencê-lo, poucos, muito bem preparados, conseguem, o que agiganta ainda mais a conquista por aqueles pioneiros, provistos de equipamentos que hoje poderiam ser considerados primitivos.

Fonte: Luis Ini - La Nación - Argentina




Publicidade:


Serviços Especializados


Refúgio Serra Fina

Publicidade

Publicidade