Ascensão ao Mont Blanc - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Alpes

Ascensão ao Mont Blanc


Aventura de:

Foi num dia de verão na primeira semana de setembro de 2017, que eu saí para mais um dia de trilha em Chamonix, conhecer outra parte das montanhas e a sua natureza.

Estava um dia com bastante nuvens no vale, meu intento era subir até o abrigo de montanha Goûter 3.863m e voltar no mesmo dia para Chamonix mas tudo mudou no decorrer do dia. Saí de casa as 8h de bike até o teleférico de Les Houches para subir até Bellevue 1.794m. 
 
Começo a trilhar ás 9h, após umas 2h subindo é quando começo a passar as nuvens e ver aquele mar branco abaixo, a mesma visão que temos em cima de um avião, acima das nuvens, e no alto das montanhas estava limpo, sem nuvens. Faço pequenas pausas, pois sabia que iria ser um dia puxado ter que subir e descer no mesmo dia. Entre os abrigos Tête Rousse e Goûter achei a parte mais técnica e difícil, onde tinha escalaminhadas e travessias que tinham pedras que rolavam do alto. 
 
Chego ao abrigo Goûter 3.863m às 15h e percebi que fisicamente iria ser muito puxado descer tudo no mesmo dia, foi aí que pensei em dormir por lá. Vi um por do sol incrível com o mesmo mar de nuvens e os picos nevados. Olhei a previsão do tempo e conversei com guias, eles disseram que no dia seguinte seria ideal para ataque ao cume, e estável até fim da tarde. Foi aí que estalou na minha consciência, que era uma oportunidade de fazer o cume do Mont Blanc. Pois para mim estava fora de cogitação fazer a montanha free solo e com condições de 50 cm a menos de neve nesse período. 
 
Bom, agora faltava um grampon e um piolet. Conversei com Olivier o guardião do abrigo, para alugar o equipamento, mas ele disse que emprestaria.  Melhor dormir cedo, pois o café da manhã é às 3h da madruga. 
 
Após o café da manhã, começo a me preparar, vou do lado de fora do abrigo e já tem alguns grupos saindo para o cume, olho pra baixo e na montanha estão subindo quem dormiu no Tête Rousse 3.167m que é um abrigo abaixo do Goûter, estava bastante frio. Por eu não ter me programado para o cume, deixei equipamentos de frio em Chamonix, estava vestido com uma calça tectel, um polar e um corta vento, luvas finas e gorro. Resolvi esperar um pouco, sentiria muito frio nesse horário. 
 
As 6h saio para o cume, ainda escuro com a lua cheia reluzindo na neve e o dia clareando com a luz da Alvorada, uma beleza muito pura nesse momento. Fazia pequenas paradas para não sentir tanto frio, havia bastantes grupos nesse dia. Era uma manhã perfeita, ótimas condições. 
 
Faltando uns 200m, o vento começa a soprar mais constante e faz mais frio, meu corpo queria descansar, passou pelo pensamento de desistir. Chego ao cume do Mont Blanc 4.810, e tinha uma visibilidade incrível, uma grande emoção toma conta de mim, um sonho se realizando é algo que transcende o verbo, naquele dia a montanha permitiu. 
 
Começo a descer e chego ao Goûter ao 12h, faço uma pausa lá pra comer e descansar um pouco.  Começo a descer as 14h e as 17h chego a Bellevue. Não consegui registrar fotos no dia do cume, a bateria tinha acabado. Fica o aprendizado e o agradecimento pela experiência e tudo àquilo que proporciona o que tem que ser. Meu nome é Candra Caiuá e eu falei – Yawooh!
 



Publicidade:


Publicidade

Publicidade