Vencedores do Piolet d’Or 2015 - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Maior premiação do montanhismo mundial

Vencedores do Piolet d’Or 2015

As escaladas de Tommy Caldwell e Alex Honnold no Fitz Roy, dos russos Aleksander Gukov e Alexei Lonchinskno no Thamserku (Nepal) e dos eslovenos Marko Prezelj, Luka Lindic e Ales Cesen no Hagshu na Índia, fizeram a final do prêmio mais badalado do montanhismo mundial. Chris Bonington foi agraciado com o prêmio pelo conjunto de sua carreira. Brasileiro Marcos Costa, que vive na China, foi indicado pelo segundo ano seguido.

Fonte: Desnivel

A 23ª edição do Prêmio Piolet d’Or, que aconteceu entre os dias 9 e 12 de Abril em Chamonix, nos Alpes franceses, coroou as ascensões em montanhas mais significativas do ano de 2014.
 
Diferente dos anos anteriores, os vencedores foram avisados antes da festa e a escolha foi realizada por um comitê internacional de jurados formado por 9 alpinistas de alto nível procedentes de nove países diferentes de três continentes. Foram eles Hervé Barmasse (Itália), Kazuki Amano (Japão), Valeri Babanov (Rússia), Stephane Benoist (França), Andy Houseman (Reino Unido), Michael Kennedy (Estados Unidos), Ines Papert (Alemanha), Raphael Slawinsky (Canadá) e Andrei Stremfelj (Eslovênia).
 
As três expedições e seus participantes escolhidas pelo júri foram: Os americanos Tommy Caldwell e Alex Honnold por sua travessia integral do Fitz Roy (Patagônia - Argentina); os russos Aleksander Gukov e Alexei Lonchinsky por sua conquista na face sul do Thamserku (Nepal); e os eslovenos Marko Prezelj, Ales Cesen e Luka Lindic por sua apertura na cara norte do Hagshu (Índia).
 
Além destas ascensões, o Piolet d’Or 2015 também premiou o renomado alpinista britânico Chris Bonington, com 80 anos de idade, pelo conjunto de sua carreira. Chris realizou diversas escaladas que elevou o nível do alpinismo na década de 1970 e 80, das quais se destacou a ascensão do Annapurna II, Nuptse, o pilar Freney do Mont Blanc, as Torres del Paine no Chile dentre outras. Esta premiação especial dada pela história alpinística de um escalador já havia sido entregue anteriormente à Reinhold Messner.
 
Brasileiro foi indicado pelo Piolet d'Or pela segunda vez
 
O brasileiro Marcos Costa, que atualmente mora na China foi indicado ao prêmio Piolet d’Or pelo segundo ano seguido, mas não chegou à final. 
 
Costa foi indicado junto com Pat Goodman por sua escalada ao Pilar Sul do Daogou Leste, montanha de 5462 metros localizada na China em Novembro de 2014. Esta expedição alpina foi unicamente relatada no AltaMontanha.com em português.
 
No ano passado Marcos Costa foi indicado pela escalada do Eagle Rock de 5300 metros e também pela primeira ascensão do pico 5180, montanha ainda sem nome ambas localizadas na China. Além de Costa, Alexandre Tartari e Flávio Daflon foram indicados por abertura de nova rota no Fitz Roy e o casal lusitano Daniela Teixeria e Paulo Roxo, colunistas do AltaMontanha, pela escalada do Kapura Sul no Paquistão.
 
Veja mais:
 
 

Publicidade