Como foi a 2ª Semana Brasileira de Montanhismo - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Um resumo de tudo o que aconteceu

Como foi a 2ª Semana Brasileira de Montanhismo

A 2ª Semana Brasileira de Montanhismo, com o tema Rio nas Montanhas: 450 anos de História foi um dos eventos de maiores sucessos nos últimos tempos. Foram 11 eventos distribuídos em três dias que atraíram mais de 2,000 pessoas. Veja aqui um breve resumo do que rolou na Urca entre os dias 01 a 03 de maio de 2015 de acordo com o saldo divulgado pela FEMERJ.

Fonte: FEMERJ

A 2ª Semana Brasileira de Montanhismo começo no dia 1 de maio com o 3º Congresso Brasileiro de Montanhismo e Escalada que contou com mais de 80 pessoas que se reuniram para debater sobre dois temas principais: (1). Porque tantas restrições? Acesso e Conservação e (2) Montanhismo Brasileiro: Presente e Futuro. O congresso contou com as seguintes Mesas-Redondas: Visitação em Unidades de Conservação de montanha, mantendo os acessos abertos. Montanhismo Organizado (desafios e soluções em cada canto do país), construindo novos caminhos do montanhismo.
 
Concomitantemente, ocorreu o Campeonato Brasileiro de Boulder - Entre os dias 01 e 03 de maio atletas juvenil, júnior e elite na maior disputa brasileira pelo troféu na modalidade Boulder. Na categoria “Elite Masculino", Felipe Camargo foi o grande vencedor, à frente de Jean Lages Ouriques e Rafael Passos. Na categoria “Elite Feminino”, Luana Riscado foi a campeã, seguida por Maíra Vilas Boas e Camila Macedo. Com estrutura de primeiro mundo montada na praça General Tibúrcio, o campeonato teve aprovação tanto de público quanto dos atletas (veja como foi).
 
Palestras de convidados
 
No dia 1º de maio Arno Ilgner apresentou uma palestra sobre “O Caminho do Guerreiro da Rocha”, uma metodologia desenvolvida pelo próprio para auxiliar escaladores e montanhistas a lidarem com o medo e superarem cada vez mais barreiras. No dia 02 de maio, foi a vez de Pedro da Cunha Menezes passar informações sobre trilhas de longa distância e a mais carioca das trilhas, a Transcarioca.
 
Montanhismo Social
 
Foram oferecidas 12 oficinas gratuitas para o público leigo poder ter o primeiro contato com o montanhismo. Essas oficinas tiveram os seguintes temas: Cordas e Nós, Caminhada Interpretativa no Morro da Urca, Caminhada Interpretativa Geológica na Claudio Coutinho, Acampamento (montagem de barraca), Escalaminhada no Costão do Pão de Açúcar, Batismo de Escalada no Morro da Babilônia, Montanhismo Infantil, Caminhada ao Mirante do Costão, Oficina de Dança Vertical, Plantio de Árvores Nativas da Mata Atlântica, Oficina de Artes com o Tema: “Montanhas do Rio”. Além disso, algumas atividades foram oferecidas de maneira permanente na praça: Slackline, Projeto “Gaiolas”, Horta Orgânica, atividades diversas de educação ambiental e Muro Infantil. Por último, foram oferecidas palestras com o tema de geologia e montanhismo: Geodiversidade do Rio de Janeiro; A mais carioca das Rochas; e Aspectos Culturais da Paisagem de Montanha.
 
Cine Montanha na Praça 
 
Uma grande tela foi montada para que o público desfrutasse, gratuitamente, de grandes produções do cinema de montanha no último ano. 
 
Dia 01 de maio - Valley Uprising (Direção: Peter Mortimer, Nick Rosen e Josh Lowell; Produção: Sender Films). 
 
Dia 2 de maio - No festival de curtas, o Cine Montanha apresentou os seguintes filmes: Raízes de Pedra (8 min.) direção e produção de Guilherme Taboada; A Line Across the Sky (7 min.) e El Sendero Luminoso (6 min) do festival Reel Rock; O Atalho do Diabo (26 min), uma produção de Thaís Schoroder e Guilherme Cintra. Nesse dia, foi passado o filme Valley Uprising por ter sido interrompido por conta da chuva.
 
Workshops de técnica e segurança em escalada 
 
Foram realizados mais de 20 workshops durante os 03 dias de evento e no fim de semana seguinte da 2SBM. Os temas incluíram: O Caminho do Guerreiro da Rocha, Auto-resgate, Ascensão por Corda Fixa, Montagem de Ancoragem, Técnicas de Improviso em Escalada e Técnicas verticais e a pesquisa científica em altura.
 
Curso de Route Setter
 
Seguindo a proposta da CBME de fortalecer o cenário nacional de campeonatos, foi oferecido um curso de Route Setter que foi ministrado pelo peruano Jimmy Morales, que tem experiência de três The North Face Master. Os participantes tiveram contato com a teoria de montagem de via e participaram da abertura de vias para o campeonato.
 
Oficinas de Aprimoramento Técnico
 
Foram oferecidas 07 oficinas gratuitas com os seguintes temas: Orientação e Mapas, Liderança em Áreas Naturais, Proteções Fixas em Escalada, Graduação de Trilhas, Paradas e Ancoragens e Mínimo Impacto na Prática.
 
Homenagem aos Veteranos
 
No dia 3 de maio, em um dos momentos mais emocionantes da 2a SBM, a FEMERJ homenageou alguns dos montanhistas da década de 50 e 60 que fizeram a diferença no montanhismo carioca. Foram homenageados: Giuseppe Pellegrini, Reinaldo Benken, Vera Motta, Carlos Alberto Carrozino, Claudio V. De Castro, José Sebastião Lopes Da Silva (Tião), Tadeuz e Cyonira Hollup, Salomith Fernandes e Sobral Pinto
 
Exposição Rio nas Montanhas: Montanhismo, Geologia e Sociedade
 
Apresentou informações sobre os diferentes usos que as montanhas cariocas tiveram ao longo dos 450 anos da fundação da Cidade. Em 12 painéis foram retratados a formação das montanhas, o uso econômico das rochas, explorações artísticas e científicas do século XIX e o uso recreativo das montanhas, com o montanhismo e escalada carioca.
 
Espetáculo Aranhas
 
Numa parceria com o Deuter Fest, a 2a Semana Brasileira inovou com a apresentação de Dança Vertical Contemporânea realizada por artistas da Companhia Magno Cia de Dança.
 
Premiação Mosquetão de Ouro
 
A CBME lançou o prêmio Mosquetão de Ouro, cujo objetivo é celebrar a paixão, o espírito e os valores, bem como os feitos de atletas e pessoas do montanhismo brasileiro no ano de 2014. Foram premiados atletas e personalidades em quatro categoria e os vendedores de 2015 foram:
 
Montanhismo – Maximo Kausch Serantes e Pedro Hauck pela realização de escalar todas as montanhas com mais de 6.000m nos Andes 
 
Escalada - Lucas Marques e Sergio Ricardo com a repetição da via Place of Happiness, encadenando todas as enfiadas em 10 horas
 
Escalada Esportiva – Felipe Camargo por mandar o boulder Fortaleza, o primeiro V15 do Brasil
 
Montanhismo e Sociedade - Silverio Nery pelo trabalho à frente da CBME e FEMESP desde a fundação até o ano de 2014, promovendo o esporte e defendendo os valores e princípios do montanhismo contra regulamentação externa, organizando e participando de diversos fóruns de debates em prol do montanhismo, coordenando diversas ações envolvendo lutas de acesso, organização de campeonatos, e autorregulamentação (veja mais como foi)
 

Publicidade