150 anos da primeira ascensão ao Matterhorn - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Montanhismo

150 anos da primeira ascensão ao Matterhorn

Para comemorar o aniversário de 150 anos da primeira ascensão ao Matterhorn (ou Cervino), apresentamos 10 fatos sobre o pico mais famoso da Europa.

Fonte: Redação - com informações do site climbing.com

Já contamos como foi a conquista do Matterhorn/Cervino aqui.

 

1. Com 4478 metros de altura, o Matterhorn é apenas a 12ª montanha mais alta da Europa, mas é mais alta do que o Mount Whitney, a montanha mais alta dos EUA, com 4421 metros.

2. O Matterhorn se espalha por dois países, Suíça e Itália, e tem três nomes comuns. O nome alemão “Matterhorn” vem das palavras “prado” e “pico”. Os nomes italiano (Cervino) e francês (Cervin), provavelmente tiveram sua origem na palavra "silva", latim para “floresta”, mas há também quem acredita que o nome veio das palavras italianas para “cervo”.

3. A primeira ascensão, em 14 de julho de 1865, se deu pelo lado da Suíça, e acabou com uma disputadíssima corrida pelo topo, com o time que subia pelo lado italiano estando a apenas XX metros do topo quando Edward Whymper e Michel Croz alcançaram o cume. Para garantir que o time oponente soubesse de sua derrota, Edward Whymper gritou com eles desde o cume, e jogou pedras morro abaixo para que elas fizessem barulho ao chegarem no chão. “Os italianos deram meia volta e foram embora”, disse Whymper em seu livro, Scrambles Amongst the Alps.

4. O gosto da vitória foi estragado quando quatro dos sete alpinistas que alncançaram o cume morreram durante a descida. O restante do grupo, incluindo Whymper, também teria caído para suas mortes se a corda que os ligava aos outros integrantes não tivesse se rompido.

5. A segunda rota ao Matterhorn, o Lion Ridge, do lado italiano, foi completada pela primeira vez apenas três dias depois da primeira, no dia 17 de julho de 1865.

6. Desde a primeira ascensão, mais de 500 pessoas já morreram enquanto subiam ou desciam o Matterhorn – uma média de três ou quatro por ano.

7. Cerca de três mil pessoas chegam ao topo do Matterhorn todo ano. Mas os oficiais suíços planejam diminuir bastante este número. A partir deste ano, as vagas nos abrigos no pe da montanha foram reduzidas, e a possibilidade de acampar fora do abrigo foi eliminada. A ideia é diminuir o número de visitantes em um terço e acabar com a super lotação da montanha. Cerca de 80% dos escaladores do Matterhorn são guias ou seus clientes.

8. Já se propôs que houvesse um pequeno trem ou um teleférico que levasse até o topo do Matterhorn. Mas as propostas foram deixadas de lado há anos, após forte pressão da população italiana.

9. O poster de Emil Cardinauxs que mostra o Matterhorn foi desenhado para ser um cartão postal em 1903, e é considerado o primeiro pôster de viagem moderno, e um marco no design do século XX.

10. A montanha está fechada para toda subida hoje, em homenagem aos que perderam suas vidas nela desde 1865.

Publicidade