Alpinistas Maximo Kausch e Pedro Hauck encontram primeiros sinais de ruínas incas - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Expedição científica pelos Andes

Alpinistas Maximo Kausch e Pedro Hauck encontram primeiros sinais de ruínas incas

Desde meados de setembro, Pedro e Maximo se encontram nos Andes, acompanhados pela pesquisadora inglesa Suzie Imber, com o intuito de ascender e mapear montanhas virgens com mais de cinco mil metros da região. Um dos principais intuitos da viagem é localizar possíveis ruínas incas, e o começo desta semana trouxe a primeira descoberta da dupla.

Fonte: Redação Alta Montanha

Premiado em um concurso da Mount Everest Foundation, fundação britânica associada ao Royal Geographic Society, o projeto do trio conta com o financiamento da instituição e da Spot Brasil, empresa responsável pelos rastreadores GEN3.
 
Juntos há cerca de duas semanas, o trio já encarou dois terremotos que atingiram o Chile e a Argentina. Pedro e Suzie partiram rumo aos Andes no começo de setembro. Maximo voou da Rússia, onde guiava o projeto 7CUMES, série do Canal Off, no Elbrus, direto para o Chile, e chegou exatamente no dia do primeiro terremoto. Os 3 fizeram juntos o primeiro cume do projeto.
 

Confira o relato de Maximo Kausch sobre o cume, atingido na última segunda-feira, seus achados e próximos passos na expedição:

 

"A montanha que escalamos tem 5234 m e fica no topo de um vale chamado La Brea, portanto a chamamos de Cerro La Brea. Foram 8 horas de ataque ao cume e havia bastante vento, algo como 55km/h, com rajadas de 70. No cume, achamos uma "apacheta" que é uma ruína inca. Provavelmente, a última pessoa que esteve lá em cima realizou a conquista na época dos Incas. Ela foi o portal de entrada para o vale que queríamos encontrar.

No parque nacional San Guillermo há uma montanha de 5500 m que também não tem nome, mas não conseguimos chegar à base devido ao excesso de neve (veja as fotos da camionete).

Hoje seguimos rumo à província de Catamarca para escalar mais o que pudermos. Temos três montanhas desconhecidas no alvo, veremos como vão as coisas.

 

Atualmente, estamos na fronteira da Argentina com o Chile para explorar 4 montanhas:

1 – 5234m de altitude (cujo cume alcançamos na última segunda, 28/09)

2 – 5250m de altitude

3 – 5550m de altitude BEM proeminente (961m)

4 – 5820m de altitude, provavelmente uma das maiores montanhas virgens dos Andes.

Em seguida, seguiremos rumo a Maricunga, na Aduana Chilena; depois em direção ao Nevado San Francisco, também na fronteira entre a Argentina e o Chile, e, na sequência, rumo a uma região bem remota, ao norte do Nevado Sierra Nevada, com 6137m de altitude". 

 

A localização exata da dupla durante a jornada pode ser acessada a qualquer momento aqui, graças à tecnologia dos rastreadores SPOT do qual dispõem. Duas hashtags marcam a expedição: #MontanhasVirgens e #ExpediçãoAndes. 


 

 


 

 

 

Publicidade