Três Sherpas completam três primeiras ascensões nos Himalaias em três dias - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Escalada histórica

Três Sherpas completam três primeiras ascensões nos Himalaias em três dias

Quando chegaram ao topo da primeira montanha, com 6.224 metros, se tornaram o primeiro time só de nepaleses a completar uma primeira ascensão nos Himalaias. Mas aquele não era o fim de sua jornada.

Fonte: Rock and Ice

 
Os três homens, todos guias de montanhismo do vale de Rolwaling, deixaram Kathmandu no dia 26 e setembro com uma missão: escalar três montanhas virgens em sua região. O plano era subir ao monte Raungsivar (6.224 metros), monte Langdak (6.220 metros) e o monte Thakar Go East (6.152 metros), na fronteira entre o Tibete e o Nepal, em três dias consecutivos.
 
 
Monte Raungsiyar (6,224 metros) – Primeira ascensão no domingo, 4 de outubro de 2015
 
Após dirigir até a cidade de Gongor Khola, o time de Sherpas deixou o carro e começou a caminhada montanha adentro. Após alguns dias de caminhada e paradas para descanso, armaram um acampamento entre as bases do Raungsivar e do Langdak, e seguiram caminho rumo ao topo do Raungsivar. Subiram em meio a neve alta até chegarem à face leste, onde a neve estava mais compacta. Às 15h15, se tornaram as primeiras pessoas a pisar no cume da montanha. Chegaram de volta ao acampamento às 18h. “O caminho até o cume é longo, mas de maneira geral é bom terreno para escalar”, contou o time em seu blog. “Esta foi a primeira expedição da história ao monte Raungsivar, então é oficialmente a primeira ascensão também”. 
 
Até pouco tempo atrás, era proibido escalar o monte Raungsivar. Em março de 2014, o governo do Nepal concedeu o acesso, juntamente com o acesso a outros 103 picos que estavam fechados para o público. Dezessete destas montanhas ficam no vale de Rolwaling.
 
Nima Tenji Sherpa foi o primeiro a pisar no cume do Monte Raungsiyar. Seu nome, Nima, significa domingo. Tashi Sherpa e Dawa Gyalie Sherpa estavam logo atrás, completando o time de primeiras ascensões, composto apenas por Sherpas.
 
 
 
Monte Langdak (6.220 metros) – Primeira ascensão na segunda-feira, 5 de outubro de 2015
 
Na manhã seguinte, o time começou sua jornada ao topo do Langdak. Eles chegaram ao cume oeste da montanha (6.177 metros), desceram 100 metros até o caminho para o cume principal e seguiram subindo. Às 11h45 da manhã, Dawa Gyalie Sherpa foi o primeiro a pisar no cume. Seu nome, Dawa, significa segunda-feira. Era segunda-feira, dia 5 de outubro.
 
Do cume, seis montanhas de 8.000 metros podem ser vistas: o Everest (8.848 metros), o Kachenjunga (8.586 metros), o Lhotse (8.516 metros), o Makalu (8.463 metros), o Cho Oyu (8.201 metros) e o Sishapangma (8.013 metros).
 
No blog, Nima Tenji Sherpa chamou o cume de “o melhor mirante” que ele já escalou. Melhor até do que a vista do Pico Mera, onde “apenas”  cinco montanhas com mais de 8.000 podem ser vistas. Do Langdak, é possível ver também o Sishapangma. O time então desceu de volta ao acampamento e continuou seu caminho para a base do Thakar Go East.
 
 
 
Monte Takhar Go East (6.152 metros), primeiras ascensão terça-feira, 6 de outubro de 2015
 
“Takhar Go é uma escalada muito técnica”, disse o time em seu blog. “O caminho até o cume é afiado e mais difícil. A escalada é mista, começando com rocha e depois indo para neve. É uma montanha complicada, e requer muita experiência”. 
 
Mingma Tashi Sherpa foi o primeiro a pisar no cume. Seu nome, Mingma, significa terça-feira. Era terça-feira, dia 6 de outubro de 2015. 
 
 
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade